Animais domésticos são beneficiados em projetos aprovados na CCJR

por Quézia Alcantara publicado 28/02/2019 15h35, última modificação 28/02/2019 16h15

Matérias que beneficiam os animais de estimação como cães e gatos foram analisadas na Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR).

Uma delas é de autoria do vereador Romário Policarpo (Pros), que preside a Casa, e permite o ingresso desses animais em hospitais públicos, privados, clínicas da família ambientes terapêuticos e de tratamento além de asilos da rede do Sistema Unico de Saúde (SUS).

A visita dos animais a pacientes internados, conforme a proposta de Policarpo, deverá ser agendada na administração das unidades de saúde, ter o acompanhamento de algum responsável, além do bicho ser levado em caixas próprias e ter atestado por veterinário de boas condições de saúde.

O hospital deverá oferecer local próprio para o encontro do paciente com seu animal de estimação. O vereador destaca que a presença dos animais faz parte da Terapia Assistida por Animais (TAA) reconhecida em diversos países e no Brasil é conhecida em nos hospitais paulistas Albert Einstein, Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas, Instituto Dante Pazzanese como Pet Terapia.

CENTRO ACOLHIMENTO

A outra matéria, de iniciativa de Zander Fábio (Patriotas), autoriza o poder Executivo a criar o Centro de Acolhimento Animal (CAA) para cães e gatos no Município de Goiânia.

O objetivo, segundo o parlamentar, é controlar a população de animais na rua e a proliferação de doenças, resgatar e recuperar animais abandonados, atropelados ou em estado de sofrimento. O CAA poderá fazer após o resgate, castração, vermifugação, vacinação, encaminhamento de adoção e campanhas. O Centro de Acolhimento terá sede própria diversa do Centro de Zoonose e será composto de canil, gatil e centro cirúrgico, de acordo com o texto do projeto apresentado.